Imagem capa - Uso da tecnologia para mudar experiência de compra de carro zero por TIAGO VAZ
Tecnologia

Uso da tecnologia para mudar experiência de compra de carro zero

A maneira de comprar carros vem mudando no mundo e o Brasil acompanhará de perto esse cenário. Por isso, não foi surpresa que duas marcas tenham iniciado aqui, de forma quase simultânea, a introdução da assim chamada concessionária digital. Fiat e Volkswagen protagonizaram entre o final de novembro e este começo de dezembro uma espécie de corrida tecnológica para anunciar a primazia.

No exterior, em particular na Europa (onde tudo começou há mais de dois anos), esse modelo de negócio se consolidou.

Loja virtual real

A Fiat saiu na frente com a concessionária Amazonas, na Zona Oeste da capital paulista. Ambiente foi especialmente projetado para incluir uma interação de forma digitalizada por meio de telões de alta definição, totens e tabletes. Mesmo que o comprador não seja especialista ou extremamente ligado em tecnologia, vai apreciar todas as opções que o sistema oferece.

Óculos de realidade virtual complementam a nova experiência de compra ao simular a atmosfera interna do veículo e noção de dimensões. Este recurso, em particular, já vinha sendo utilizado aqui pela Audi em suas lojas aqui no Brasil.

Por outro lado, a Volkswagen atuará de forma mais ampla. Este mês o mesmo sistema estará disponível em 10 concessionárias pelo país e no primeiro trimestre de 2019 até 30 outras serão abertas na América Latina.

Mais do que demonstração de tecnologia, esses recursos permitem grande ganho de tempo e de qualidade de venda. As variedades de equipamentos e de acabamento podem se comparar de forma mais eficiente, no ritmo e disponibilidade do interessado.

Lojas mais eficientes e com menos custo

Mesmo com a possibilidade de montar "ilhas" digitais em lojas já existentes, a vantagem mais expressiva é abertura de novos pontos de vendas mais enxutos, a partir de 90 m², com apenas um ou dois carros em exposição e aumento de eficiência no atendimento.

Nas grandes cidades ficou muito caro ou até mesmo impossível encontrar áreas bem localizadas para abrigar um arranjo tradicional de showroom.

A concessionária digital também se enquadra como complemento ideal ao chamado comércio de carros novos pela internet, que avança no país. Iniciativas mais aprofundadas hoje existentes, da Renault (K-Commerce) e da Citroën (St@rt), tendem a se expandir.

É até possível um cliente dessas duas marcas completar todo o processo de pesquisa e compra pela internet e ter seu carro novo entregue em casa, mas são casos ainda raros. O interessado estar limitado ao tamanho e resolução de uma tela de celular ou de computador agora deixa de existir. Ele poderá se integrar a uma loja física com todos os recursos modernos.